quarta-feira, 15 de outubro de 2014

CONFIGURAÇÕES DE MÃO

Ao longo das últimas décadas temos acompanhado uma grande evolução no universo linguístico e cultural da Libras e de seus falantes. Novos conceitos se disseminam e preparam dia a dia uma nova sociedade que se forma a partir de uma educação mais inclusiva, com acesso à língua de sinais como primeira língua, maior domínio da língua portuguesa escrita, farto material pedagógico, minimização do preconceito e descriminação sofridos pelo cidadão surdo, sem falar no uso das tecnologias em plataformas de informática e móveis (tablets e smartphones), com serviços e aplicativos cada vez mais eficientes que dinamizam a comunicação visual como vídeo chamada, whatsup, tradutores online, avatares, etc.)

Na web, particularmente, a qualidade do material ou mesmo das imagens ainda é muito deficiente, seja pela qualidade ruim com baixa resolução, seja por postagens irresponsáveis em sites e blogs sem compromisso com critério algum, ou ainda pela escassez de boas postagens que venham contribuir de fato com bom conteúdo relevante e inédito para a difusão da língua de sinais e da cultura surda. Lembramos que apesar dos avanços ainda vemos segregação de muito material que poderia, para não dizer, deveria ser compartilhado.

Relato aqui estes fatos porque regularmente venho pesquisando alguns assuntos, e confesso que em minha experiência particular me considero desapontado. [Estes assuntos estarão ao seu tempo no Blog à disposição do público]. O primeiro tema escolhido que passou por este caminho da frustração “Configurações de Mão” resultou neste post. Primeiramente, pela quase ausência de imagens ilustrativas das configurações de mão, e também pela falta de manutenção dos conteúdos disponibilizados, em grande maioria ultrapassados. Isto, porque ao longo das últimas três décadas a didática vem se adaptando a uma nova realidade no campo da educação de surdos, fomentada pela vasta oferta das faculdades de Letras Libras que vem imprimindo uma enxurrada de novos conceitos e descobrindo um mundo novo, explorando temas nunca antes desenvolvidos, contribuindo inquestionavelmente para um melhor preparo de pesquisadores, professores e instrutores de libras que atuam atualmente na sociedade.

Em decorrência destes e de outros fatores, o quadro “oficial” de configurações de mão tem sido abordado diferentemente através dos tempos e cada autor propõe uma conjunção diferente, não somente quanto à forma mas também quanto à quantidade de configurações. A título de ilustração, abaixo postaremos diversas imagens coletadas na rede, com divergências de forma e quantidade (46, 61, 62, 63, 64, 74, 75, 79 e 81) e alertamos que atualmente a apresentação mais aceita nos meios acadêmicos é a desenvolvida e aperfeiçoada por Nelson Pimenta, hoje com 61 configurações (primeira imagem).




















* Caso alguma imagem publicada neste post seja detentora de direitos autorais, favor comunicar
  através do Formulário de Contato. Obrigado